Translate

Hinos do Brasil

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Tailandesa Patcharamon Sawana usa os pés para escrever no quadro negro e ensinar os alunos.

A cada começo de ano, os novos alunos da professora tailandesa Patcharamon Sawana costumam se surpreender em sala de aula.
Ela não tem braços e escreve no quadro negro com os dedos do pé.
Mas não é só isso que7 impressiona.
Patcharamon só começou a cursar a escola quando tinha 20 anos.
Durante sua infância, nenhum colégio de sua província queria aceitá-la.
Ela só pôde estudar após uma lei permitir o acesso de pessoas com deficiência a escolas comuns.
“Ainda me lembro do meu primeiro dia de trabalho. Meus alunos ficaram espantados em me ver usando meu pé para escrever no quadro negro”, diz.
Ambiciosa, Patcharamon não parou de estudar – ela acabou de se formar em Direito.
“Hoje, estou fazendo um exame de habilitação que me permitirá trabalhar na profissão”, diz ela.
“Quero poder pagar minhas contas sendo advogada para sustentar minha família e ensinar os outros”, acrescenta.
Os estudos permitiram expandir os horizontes de Patcharamon.
“Não queria que os outros ditassem o que eu poderia ou não poderia fazer porque sou deficiente”, diz.
“Quero romper com a norma social que os outros criaram para quem tem algum tipo de deficiência”, conclui.

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Dia do Hino Nacional Brasileiro / 13 de Abril


Hino: substantivo masculino. Entre os Antigos, canto ou poema à glória dos deuses ou dos heróis. Muitas vezes associado a um ritual religioso. Hino nacional, canto patriótico associado a cerimônias públicas. 
Se a Bandeira Nacional é um símbolo visível, o Hino Nacional constitui a exteriorização musical que proclama e simboliza de uma Nação. Só a partir do século XIX os povos da Europa criaram o uso de cantar os hinos, quando um movimento de opinião levou a que cada estado estabelecesse uma composição, com letra e música que fosse representativa e oficial. Até então os povos e os exércitos conheciam apenas os cantos e os toques guerreiros próprios de cada corpo e as canções relativas aos acontecimentos dignos de memória. 
A letra do Hino Nacional do Brasil foi escrita por Joaquim Osório Duque Estrada (1870 – 1927) e a música é de Francisco Manuel da Silva (1795-1865). Tornou-se oficial no dia 1 de Setembro de 1971, através da lei nº 5700. Existe uma série de regras que devem ser seguidas no momento da execução do hino. Deve ser executado em continência à Bandeira Nacional, ao presidente da República, ao Supremo Tribunal Federal e ao Congresso Nacional. É executado em determinadas situações, entre elas: cerimônias religiosas de cunho patriótico, sessões cívicas e eventos desportivos internacionais.

Letra
Ouviram do Ipiranga às margens plácidas
De um povo heroico o brado retumbante
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos
Brilhou no céu da Pátria nesse instante

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte
Em teu seio, ó Liberdade
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada
Idolatrada
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança à terra desce
Se em teu formoso céu, risonho e límpido
A imagem do Cruzeiro resplandece

Gigante pela própria natureza
És belo, és forte, impávido colosso
E o teu futuro espelha essa grandeza

Terra adorada
Entre outras mil
És tu, Brasil
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil
Pátria amada
Brasil!

II

Deitado eternamente em berço esplêndido
Ao som do mar e à luz do céu profundo
Fulguras, ó Brasil, florão da América
Iluminado ao sol do Novo Mundo!

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores
Nossos bosques têm mais vida
Nossa vida no teu seio mais amores

Ó Pátria amada
Idolatrada
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado
E diga o verde-louro desta flâmula
Paz no futuro e glória no passado

Mas, se ergues da justiça a clava forte
Verás que um filho teu não foge à luta
Nem teme, quem te adora, a própria morte

Terra adorada
Entre outras mil
És tu, Brasil
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil
Pátria amada
Brasil!

Vocabulário (Glossário) do Hino do Brasil 
Plácidas: calmas, tranquilas Ipiranga: Rio onde às margens D. Pedro I proclamou a Independência do Brasil em 7 de Setembro de 1822 Brado: Grito Retumbante: som que se espalha com barulho Fúlgido: que brilha, cintilante Penhor: garantia Idolatrada: Cultuada, amada Vívido: intenso Formoso: lindo, belo Límpido: puro, que não está poluído Cruzeiro: Constelação (estrelas) do Cruzeiro do Sul Resplandece: que brilha, iluminada Impávido: corajoso Colosso: grande Espelha: reflete Gentil: Generoso, acolhedor Fulguras: Brilhas, desponta com importância Florão: flor de ouro Garrida: Florida, enfeitada com flores Idolatrada: Cultivada, amada acima de tudo Lábaro: bandeira Ostentas: Mostras com orgulho Flâmula: Bandeira Clava: arma primitiva de guerra, tacape

O que você sabe sobre o Hino Nacional?